Quinta-feira, 30 de Maio de 2024
No menu items!

Nova novela da SIC gravada em Vilarinho de Negrões

A bela aldeia de Vilarinho de Negrões, concelho de Montalegre, foi escolhida pela SP Televisão para gravar grande parte do primeiro episódio da futura novela da SIC.

-PUB-

Com o título “Circo de Feras” (ainda provisório) será exibida a partir de junho, substituindo “Papel Principal”.

Escrita por Inês Gomes e adaptada a partir da novela turca Zalim İstanbul (Cidade Cruel), irá ter várias caras conhecidas do grande público como é o caso da atriz Sofia Alves (Maria Rocha).

A presidente do município de Montalegre, Fátima Fernandes, testemunhou o arranque das gravações daquela que é a “36.ª novela” da SIC.

A história passa-se em volta de Miguel Morais, o herdeiro de toda a fortuna da sua família, e do seu tio António Morais, um empresário e milionário poderoso que fica a tomar conta do sobrinho após a morte do irmão mais velho. Com o objetivo de impedir Miguel a assumir os negócios, o tio, sem escrúpulos, começa a drogar o jovem e a envenená-lo.

À medida que o tempo vai passando este vai perdendo as forças até que deixa de andar e todos acreditam que ficou paraplégico. A vida de Miguel irá mudar quando a família Rocha, liderada por Maria, chega a Lisboa proveniente de Trás-os-Montes. Primeiro, ele casará com Verónica, mas a relação durará pouco tempo porque ele apaixona-se por Laura, que começa a trabalhar na mansão dos Morais como enfermeira e percebe-se o que se está a passar. Eles tornam-se cúmplices e começam a viver uma paixão tórrida. Os dois viverão uma intensa história de amor e terão de lutar contra o preconceito de serem de classes sociais tão diferentes.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS