Quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2023
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Partidos dão a conhecer propostas

Com o chumbo do Orçamento de Estado para 2022, o país avançou para eleições antecipadas, que acontecem no domingo, dia em que se vai saber quem os portugueses elegem para ser o próximo primeiro-ministro.

-PUB-

Para estas eleições estão registados, em todo o país, cerca de 10 milhões e 820 mil eleitores, o número mais alto desde 1975. Dos 230 deputados que constituem a Assembleia da República, cinco são eleitos pelo círculo eleitoral de Vila Real.

E são 15 as candidaturas a “lutar” por esses cinco lugares, menos duas que em 2019. A VTM, à semelhança do que tem vindo a fazer em eleições anteriores, contactou os vários partidos, e respetivos cabeças de lista, para lhes colocar algumas perguntas sobre os seus programas.

Às listas cujo partido tem assento parlamentar (9) foram colocadas cinco perguntas, enquanto que aos que não têm representação no Parlamento (6) foram endereçadas três questões. As respostas podem ser conhecidas nas páginas que se seguem e abordam temas que vão desde a saúde à desertificação, passando pela exploração de lítio e pelo impasse na Casa do Douro.

Sobre a regionalização, a maioria dos partidos mostra-se a favor do processo, defendendo ser um modelo de desenvolvimento do país, assente numa representatividade mais justa e equilibrada do território. Destaque para o Ergue-te, o único partido contra a regionalização.
Relativamente à saúde a opinião é unânime, com os partidos a defenderem a necessidade de haver um maior investimento no SNS, bem como valorizar as carreiras dos profissionais de saúde. Há mesmo quem afirme que “o SNS tem vindo a morrer lentamente”.

Quisemos, ainda, saber o que pensam sobre a situação da Casa do Douro. O que fica das várias respostas é que é necessário devolvê-la aos viticultores e, sobretudo, ouvir o Douro.

Por fim, e porque a perda de população se tem vindo a agravar, questionámos os cabeças de lista sobre as medidas que têm para combater este flagelo. Aposta na ferrovia, criação de mais empregos, redução de impostos e custos com a energia, assim como ter internet capaz de responder às necessidades da população, são algumas das prioridades apontadas.
De recordar que em 2019 votaram 5 251.064 milhões de eleitores, ou seja, 48,5% dos inscritos (10 810.674).

Leia as entrevistas aos Cabeça de Lista dos partidos do distrito de Vila Real: 

 

 

 

 

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.