Segunda-feira, 28 de Novembro de 2022

PCP na rua para ouvir preocupações da população

Os deputados do PCP no Parlamento Europeu estão a realizar um périplo pela região de Trás-os-Montes, no âmbito das jornadas parlamentares, cujo o tema é “Contigo todos os dias - A tua voz no Parlamento Europeu”.

-PUB-

Sandra Pereira e João Pimenta Lopes estão hoje no distrito de Vila Real. O périplo pela região transmontana arrancou bem cedo, em Peso da Régua. Eram seis da manhã e o primeiro contacto foi com os trabalhadores da agricultura.

Mais tarde, a comitiva seguiu para o Mercado Municipal, onde foram distribuídos panfletos com as reivindicações do PCP e com as quais a população ia concordando.

“Queremos ter um contacto muito direto com a população, para podermos ouvir a sua voz e transportá-la para o Parlamento Europeu”, refere João Pimenta Lopes, acrescentando que “queremos apresentar a realidade concreta destas populações e das empresas que aqui estão instaladas”.

Segundo o deputado, “o custo de vida teve um aumento brutal e o salário mínimo não sobe, o que leva a que as pessoas atravessem graves dificuldades. Prova disso é aquilo que fomos constatando aqui no mercado, com as pessoas a verem a sua carteira mais vazia e a terem, por isso, de fazer opções relativamente ao que se vai comprar”.

“Levam metade do que levavam antes, compram menos carne e há até relatos de quem deixou de comprar medicamentos. É uma situação preocupante”, afirma, adiantando que “estas dificuldades ficam, muitas vezes, escondidas nas estatísticas”.

O PCP defende “medidas urgentes para fazer face a estas dificuldades”, entre elas “o aumento do salário mínimo para 850 euros, o aumento das pensões e a atualização dos escalões do IRS para que não se perca os aumentos que possam ser gerados”, refere João Pimenta Lopes.

Depois de Peso da Régua a comitiva seguiu para Vila Real. Amanhã o périplo continua pelo distrito de Bragança.

Notícia desenvolvida na edição de 9 de novembro

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.