Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021
©Agostinho chaves

Portugueses nas Olimpíadas

Realizaram-se, muito bem, as Olimpíadas que decorreram em Tóquio, as mais esquisitas de sempre. Correspondentes a 2020, aconteceram em 2021, depois de terem sido adiadas por causa da “Covid-19”.

-PUB-

Como sempre, houve revelações, confirmações e desalentos. Palco de beleza, encantamento, atitudes de coragem e de persistência, vitórias (“Citius, Altis, Fortis”) e também o sacrifício, a dor, as injustiças, os desdéns acontecem ali. E a política, sempre atenta, segue as prestações e os envolvimentos dos atletas. Sim, os Jogos Olímpicos desde há muito que perderam a aura do “mais que ganhar, importa estar presente”, “desportivismo acima de tudo”, “quem sabe ganhar também sabe perder”, “perder ou ganhar tudo é desporto”. Tudo isto é, como não podia deixar de ser, o retrato da sociedade global em que vivemos, onde a competição e a competitividade crescem e os valores essenciais da ética, da socialização, da tolerância e da interajuda vão fenecendo.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.