Sábado, 2 de Julho de 2022

Potencialidades da floresta vão estar em debate

O Auditório Municipal de Murça recebe no próximo dia 15 de julho, a partir das 09h30, o Fórum “Floresta, Muito Mais que Árvores”, que vai contar com a presença do secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas, João Paulo Catarino, na sessão de encerramento.

A organização explica que o objetivo “é sensibilizar para a defesa da floresta e sua importância como fonte de riqueza natural disponível e renovável, no âmbito do projeto-piloto Lignobio”, que se “traduz na conversão dos resíduos florestais e agrícolas, que se assumem como matéria-prima e que podem ser uma oportunidade de negócio para proprietários e prestadores de serviços florestais. Pode ser ainda um motor de criação de emprego e desenvolvimento rural, estimulando o desenvolvimento da exploração, processamento, logística, armazenamento, distribuição e utilização da biomassa”.

Acrescenta ainda que do projeto “resulta a utilização de diferentes tipos de resíduos, transformação e apresentação dos resultados com experimentação (bioherbicida, biobetão, biochar/carvão para correção dos solos, entre outros)”.

Após a sessão de abertura, por parte do presidente da direção da Associação Douro Histórico, Luís Machado, e de António Marques, presidente da Aflodounorte, o fórum inicia com a intervenção de Sandra Sarmento, diretora regional do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) do Norte, que irá abordar o tema “Floresta e Biodiversidade”.
“Novos Usos para Resíduos Florestais”, é o tema que vai abordar o professor Paulo Brito, do Instituto Politécnico de Bragança. Segue-se a intervenção do especialista Luís Martins, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, que irá falar sobre as boas práticas florestais, com enfoque na cultura do castanheiro e o seu contributo para a valorização económica, social e ambiental.

Às 11h00, Juan Aguirrez, da Faculdade de Ciências – Universidade de Alcalá, irá apresentar os resultados do projeto Lignobiolife. Segue-se o debate e as conclusões, a cargo de Braga da Cruz, da Forestis.

O fórum é promovido pela Associação Florestal Aflodounorte, que celebra 25 anos de atividade, em parceria com o Grupo de Ação Local da Associação Douro Histórico.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.