Quinta-feira, 16 de Setembro de 2021
© DR

Trás-os-Montes e Alto Douro perdeu mais de 42 mil pessoas em 10 anos

Na última década, o país ficou ainda mais inclinado para o litoral, em que se nota claramente a concentração da população junto das áreas metropolitanas, sobretudo a de Lisboa. Os municípios de Trás-os-Montes e Alto Douro perderam população, sendo a única exceção o pequeno concelho de Sernancelhe, que até registou uma ligeira subida. A VTM falou com um especialista em demografia, que apontou soluções para tentar “estancar” esta sangria populacional

-PUB-

O cenário era expectável, mas agora a dureza dos números dos Censos 2021 espelham a realidade, Trás-os-Montes e Alto Douro está num processo acelerado de desertificação, ao perder 42.229 pessoas numa década.

Em 2011, a região tinha 424.320 pessoas, volvidos 10 anos são 382.091 habitantes. Destes residentes, 200.274 são mulheres e 181.817 são homens.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.