Quarta-feira, 18 de Maio de 2022

Valverde Joalheiros: Peças que marcam a diferença

Frederico Valverde é o rosto e as mãos por detrás da “Valverde Joalheiros”, projeto que surgiu em 2017 na sequência de uma situação de desemprego

Na altura, através do Instituto do Emprego e Formação Profissional, decidiu propor a criação do próprio posto de trabalho, dando uso à formação e experiência profissional que já detinha, através da criação de uma oficina no número um da Rua das Longras, em Chaves.

Atualmente, conta “mais de 20 anos ligado, direta ou indiretamente, ao setor da ourivesaria”. É operador autorizado pela Imprensa Nacional – Casa da Moeda “com punção de responsabilidade civil para o fabrico de peças com metais preciosos, compra destes e venda a retalho”.

Frederico define a joalharia que produz como sendo contemporânea. Porém, “realizo todo o tipo de peças, das mais clássicas às mais atuais. A minha linguagem é orgânica e intemporal, até porque tento marcar uma posição diferente no mercado. Procuro diferenciar-me”. Trabalha, essencialmente, “em prata. Peças em ouro, faço única e exclusivamente por encomenda”.

Ainda que 90% das suas peças sejam “produzidas à mão”, está ciente que “o setor da ourivesaria tem de se adaptar à evolução tecnológica. Veio para ficar”. Recorre, por isso, “à gravação a laser e impressão 3D”.

Dentro em breve, o ourives vila-franquense irá lançar uma marca de joalharia de autor, a “Yoshi Jewellery – Art Lovers”. “O meu projeto é composto por pequenos passos. Este será mais um. Chamar-se-á Yoshi por ser um nome mais fácil de internacionalizar e porque é possível ser dito em qualquer idioma”. A par disto, conta lançar, ainda, “uma loja online, para quebrar fronteiras”, também numa perspetiva de internacionalização do seu trabalho.

Pins da N2 da autoria de Frederico Valverde. Brevemente à venda | © MR

Ao mesmo tempo, uma vez que “todas as peças que realizo contam uma perspetiva muito pessoal de como vejo o mundo que me rodeia”, como reside em Chaves há já 11 anos, “irei lançar pins da N2”, criados por si e que, a breve trecho, estarão à venda.


Visite-nos:
Valverde Joalheiros
Rua das Longras nº1, 1ºandar – Chaves

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

Homem encontrado morto em casa

PREMIUM

Um lar a que todos chamam casa

Homem morre em colisão

Homem morre afogado em Valdanta

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.