Segunda-feira, 14 de Junho de 2021

Regia-Douro Park nasceu há cinco anos

Regia-Douro Park - É um projeto consolidado, mas não quer ficar por aqui e já tem em marcha a construção da nova Zona Industrial, que promete continuar a desenvolver a cidade e a região duriense

-PUB-

Inaugurado em maio de 2016, o Regia-Douro Park – Parque de Ciência e Tecnologia de Vila Real nasceu para impulsionar a economia da região, com foco nas áreas agroalimentar, agroindustrial, enologia, vitivinicultura, economia verde, valorização ambiental e tecnologias agroambientais.

Promovido pelo município de Vila Real, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e pela Portuspark – Rede de Parques Tecnológicos e Incubadoras, o Regia-Douro Park assume-se como um pilar de desenvolvimento económico integrado, apostando nas fortes valências da UTAD e também da região.

Conta ainda com múltiplas valências de suporte a empreendedores e empresas, projetos empresariais, investidores nacionais e internacionais, promoção da investigação, assim como desenvolvimento e transferência de tecnologia e conhecimento.

Está organizado numa Incubadora-Aceleradora de Empresas, um Centro de Negócios (Douro Business Center), um Polo Tecnológico de Excelência e Lotes Industriais.

INCUBADORA DE EMPRESAS

Oferece as condições ideais para o nascimento e crescimento de start-ups tecnológicas em ambiente de coworking, com fertilização cruzada de talentos e competências. Possui uma série de valências adaptadas às necessidades das empresas que nela pretendem desenvolver a sua atividade.

Os serviços disponíveis são: apoio ao empreendedorismo, Incubação e Mentoring, Programas de Aceleração Empresarial, Assessoria em processos de Spin-Off, Coaching em Internacionalização.

As instalações são constituídas por 25 salas modulares em várias configurações, assim como salas para start-ups e para empresas consolidadas. Há ainda espaços para coworking e reuniões dinâmicas.

CENTRO DE NEGÓCIOS

É uma espécie de p

orta de entrada dos negócios na região do Douro. Num só local está reunido um portfólio de infraestruturas essenciais para empresas consolidadas, proporcionando acesso a gabinetes de prestígio, salas de formação, salas de reunião multimédia, espaços para eventos, espaços multiusos, num ambiente flexível e dinâmico de promoção empresarial. Proporciona também apoio personalizado na ligação a parceiros da região do Douro.

Os serviços disponíveis passam por um Business Networking Center, apoio a empreendedores e a assistência a investidores, além de alojamento virtual. 

Existe ainda um auditório para eventos, conferências e demonstrações, o que lhe confere uma elevada capacidade para receber qualquer tipo de iniciativa. 

A internet está disponível em todos os locais de utilização e ainda há a possibilidade de colocação de material promocional (roll ups, flyers, cartões de visita). 

Para além de estar disponível um ‘Networking Lounge’, há ainda um espaço exterior multiusos para eventos open-air, salas de formação equipadas com multimédia, assim como salas de reuniões VIP com videoconferência, bem como serviço de cafetaria e catering.

CEVV

O Centro de Excelência da Vinha e do Vinho (CEVV) é um centro laboratorial de excelência tecnológica, direcionado para a investigação, desenvolvimento e transferência de tecnologia para as empresas de referência, com vocação nacional e internacional. 

Ao nível da investigação e inovação, está equipado com um Centro de Conhecimento, transferência de tecnologia de âmbito regional, nacional e internacional.

Com o foco na atividade das empresas, faz formação especializada, presta serviços e faz investigação aplicada. 

LOTES EMPRESARIAIS

 

O Parque Empresarial e Industrial é composto por 26 lotes, perfazendo um total de cerca de 10 hectares, para a instalação de empresas nos setores agroalimentar, vitivinícola e ambiental, estando o loteamento dotado de infraestruturas, arruamentos, vedação e segurança.

Nas características gerais, os lotes vão desde os 800 a 1900 m2, com uma potência instalada de 40 a 170 kVA, com infraestruturas, estacionamento, rede de incêndios, assim como videovigilância, segurança, acesso condicionado e fibra ótica.

FUTURO

Na área empresarial, o parque irá ter uma nova Zona Industrial de mais de 50 hectares, que serão acoplados ao atual espaço e será gerido pela mesma administração, que acredita ter o projeto pronto a funcionar no “final de 2022 ou no início de 2023”. 

Ao nível de incubação de empresas, os fundos estruturais do atual quadro comunitário ajudarão a crescer a área de incubação, em que existe capacidade para passar para o dobro.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.