Segunda-feira, 4 de Março de 2024
No menu items!

Adega de Favaios conquista cinco medalhas de ouro e tem o “melhor” vinho branco do Douro

Casa Velha Branco Grande Reserva 2019 eleito o melhor vinho branco do Douro no Mundus Vini

-PUB-

A Adega de Favaios esteve em destaque no Concurso Internacional Mundus Vini, uma das competições de vinhos mais prestigiadas do mundo, já que um vinho conquistou o prémio de melhor vinho branco do Douro e cinco vinhos foram premiados com medalhas “Grande Ouro” e “Ouro”.

Mário Monteiro, presidente da Adega de Favaios, revelou que esta “é uma conquista notável, que destaca a qualidade excecional dos vinhos produzidos pela adega. Ser reconhecido num concurso tão importante como o Mundus Vini é testemunho do compromisso da Adega de Favaios em produzir vinhos de elevada qualidade e daí os grandes investimentos que temos feito na vinificação e estágio dos vinhos”.

Para Miguel Ferreira, diretor de enologia, a distinção “Melhor Vinho Branco do Douro” obtida pelo Casa Velha Grande Reserva branco 2019 destaca, uma vez mais, o “potencial do Planalto de Favaios, que tem condições excecionais para a produção de vinhos brancos”.

Além deste prémio, o Porto Monge 20 anos e o Moscatel de Favaios Colheita 1999 receberam a mais alta distinção do concurso, a medalha Grande Ouro, apenas entregue a vinhos de “qualidade superior absoluta”, segundo a organização. Em geral, esta medalha “é atribuída a menos de 5% dos vinhos inscritos” no concurso, sendo que, em 2023, apenas 11 vinhos portugueses obtiveram este galardão.

Foram ainda distinguidos com medalha de Ouro os vinhos DOC Douro Casa Velha Tinto Reserva 2018 e Casa Velha Branco Grande Reserva 2019, ao qual foi atribuído ainda o prémio especial “Best of Show” do Douro, uma distinção para os melhores vinhos de cada categoria.

O clássico moscatel voltou a merecer a preferência do júri, conquistando também medalha de Ouro.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.