Sábado, 18 de Setembro de 2021
Grande afluência de turistas aos passeios de barco | ©Márcia Fernandes

Agosto a meio gás no Pinhão

Junto ao rio, os turistas acumulam-se em filas de espera para embarcar Douro fora. Já na Rua António Manuel Saraiva, os comerciantes fazem um balanço negativo da primeira quinzena de agosto e esperam que as vindimas salvem o verão.

-PUB-

Com o rio e as vinhas como pano de fundo, a vila do Pinhão é um dos principais cartões de visita da Região Demarcada do Douro. A paisagem, de beleza ímpar, consagrada como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO, atrai visitantes nacionais e internacionais ao longo de todo o ano.

Em pleno mês de agosto, numa época que se esperava de recuperação face ao ano de 2020 e às limitações que a pandemia impôs ao turismo e ao próprio comércio, deparamo-nos com duas realidades muito distintas no Pinhão. Junto ao rio Douro, os turistas vão-se acumulando em filas, à espera para fazer os passeios de barco. Já na Rua António Manuel Saraiva, a principal artéria da vila, o cenário é bem diferente: os passeios estão despidos de transeuntes e o comércio local augura por dias melhores.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.