Domingo, 26 de Maio de 2024
No menu items!

Águas de Carvalhelhos é a água oficial do Trail Fisgas de Ermelo

Sétima edição da prova, que anima Mondim de Basto a 21 de abril, tem o cenário do Alvão a cortar a respiração e a centenária marca transmontana a hidratar mais de um milhar de atletas

-PUB-

Um trilho mais longo, de cerca de 30 quilómetros, outro mais curto, na marca dos 20 km – ambos a pontuar para o Circuito Nacional de Trail -, com as magníficas paisagens da serra do Alvão por cenário e passagem obrigatória pelas quedas de água que dão nome à prova; e ainda uma caminhada de 10 km, desta feita em percurso circular, destinada aos amadores que se habituaram a rumar ao Trail Fisgas de Ermelo.

A jornada (7.ª edição) que anima Mondim de Basto a 21 (domingo) conta uma vez mais com a Águas de Carvalhelhos como água oficial, ou não celebrasse o acontecimento não só o desporto, como também a natureza e a superação.

“A Carvalhelhos é uma marca centenária, resiliente como os transmontanos, que soube não só ultrapassar inúmeros obstáculos ao longo do seu percurso de quase 110 anos, como também suplantar-se e ser uma insígnia de referência no mercado. Nos últimos anos, o trail running tem vindo a mostrar-se uma modalidade em franco crescimento, sendo atualmente a modalidade outdoor em maior desenvolvimento ao nível mundial. E o nosso posicionamento também passa por este tipo de eventos, que, inclusivamente, casam bem com aquelas que são as características organoléticas das nossas águas”, refere Arnaldo Risenberger, diretor comercial para o Mercado Interno desta empresa do concelho de Boticas.

Promovido pela AMA – Associação Mondim Atletismo, a competição espera reunir cerca de 1.000 atletas, algumas dezenas provenientes de uma mão cheia de outros países.

Pioneira na introdução das embalagens PET (100% recicláveis) no mercado nacional de água engarrafada, a Águas de Carvalhelhos exporta cerca de 15 por cento da sua produção, para os quatro cantos do mapa. Os cinco principais destinos externos são o Reino Unido, os Estados Unidos da América, a Bélgica, o Canadá e a Alemanha (por esta ordem).

Na semana passada, a empresa deu início a uma nova etapa do seu percurso, desta vez em direção à redução da pegada de carbono da marca. Trata-se do arranque operacional da unidade de produção para autoconsumo (UPAC) – um investimento de cerca de 360 mil euros – com 1.125 painéis fotovoltaicos, capazes de gerar ao ano 888.012 quilowatts/hora de energia verde.

Os painéis fotovoltaicos instalados permitirão reduzir a emissão de dióxido de carbono (CO2) na ordem das 165 toneladas anuais. A que se acrescerão as 93,6 toneladas de CO2/ano que a eletrificação da frota automóvel ao serviço virá possibilitar, a partir de março último, com a substituição de 13 viaturas a gasóleo e a gasolina pelas novas, 100% elétricas, a acontecer de forma faseada.

A mudança vai contemplar também os empilhadores (movidos a gás) e prolongar-se-á pelos meses seguintes, até à reconversão de todo o parque automóvel empresarial.

A Águas de Carvalhelhos, recorde-se, disponibiliza para consumo água mineral natural e água mineral natural gaseificada.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS