Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021
Subida de duas mil pipas em relação a 2020 | ©Arquivo VTM

Benefício fixado nas 104 mil pipas

São mais duas mil pipas em relação ao ano passado. Produção e Comércio defendiam um quantitativo por parte do Estado, mas o ministério da Agricultura diz que reserva qualitativa para o Vinho do Porto foi criada a “título excecional” em 2020.

-PUB-

Depois do impasse à espera de uma resposta do secretário de Estado da Agricultura, que foi negativa, o conselho interprofissional do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP) fixou em 104 mil pipas o benefício para esta vindima.

Mesmo sem reserva quantitativa, que a Produção e o Comércio defenderam junto do secretário de Estado da Agricultura, o benefício será superior em duas mil pipas, em relação à vindima do ano passado, que foi de 102 mil pipas de mosto para produção de vinho do Porto, mas 10 mil destas pipas foram destinadas para a reserva qualitativa.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.