Quarta-feira, 24 de Abril de 2024
No menu items!

Bragança e Vila Real em alerta devido à chuva forte

Onze distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada.

-PUB-

Os efeitos da depressão ‘Irene’ já se fazem sentir e o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou 11 distritos em alerta.

Por causa da chuva forte, os distritos de Coimbra, Guarda, Viseu, Aveiro, Bragança, Braga, Lisboa, Santarém, Portalegre, Leiria e Castelo Branco estão em alerta no dia de hoje, sendo que a depressão vai condicionar o estado do tempo em Portugal continental e na Região Autónoma da Madeira, com ventos fortes, chuvas intensas e agitação marítima até ao final do dia de quarta-feira.

O IPMA emitiu também aviso amarelo para todos os distritos do continente entre as 18h00 de terça-feira e as 18h00 de quarta-feira por causa da previsão de chuva persistente e por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada.

Os distritos de Viseu, Évora, Porto, Guarda, Faro, Vila Real, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Beja, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra, Portalegre e Braga vão estar também sob aviso amarelo na terça e quarta-feira devido ao vento forte, prevendo-se rajadas até 75 quilómetros por hora (km/h), e até 95 km/h nas terras altas.

O IPMA colocou ainda os distritos de Faro, Setúbal, Lisboa, Leiria e Beja sob aviso amarelo entre as 00h00 e as 18h00 de quarta-feira devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de sudoeste com 4 a 5 metros.

Sob aviso amarelo por causa da chuva por vezes forte estão também os grupos oriental (São Miguel e Santa Maria) e Central (S. Jorge, Faial, Pico, Graciosa e Terceira).

Face ao agravamento das condições meteorológicas adversas, a Proteção Civil alertou para a previsão de “inundações em zonas urbanas, causadas por acumulação de águas pluviais por obstrução dos sistemas de escoamento ou por galgamento costeiro”, bem como a ocorrência de cheias, “potenciadas pelo transbordo do leito de alguns cursos de água, rios e ribeiras”.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.