Sábado, 2 de Julho de 2022

Campeonato Interdistrital quer preservar tradições

Organizado pela Fundação INATEL, o 1º Campeonato Interdistrital de Jogos Tradicionais irá percorrer, no total, quatro localidades dos distritos do Porto, Viseu, Vila Real e Aveiro. A terceira etapa decorreu ontem, no Jardim Público de Chaves

A cidade de Chaves acolheu a terceira etapa do 1º Campeonato Interdistrital de Jogos Tradicionais, coorganizada pelo TEF – Teatro Experimental Flaviense e com o apoio da autarquia local.

Augusta Machado, diretora da INATEL Vila Real e Bragança, fez um balanço positivo da iniciativa até então. “Está a correr muito bem. A primeira etapa decorreu em Gondomar, a 1 de maio. A segunda fase era para ter sido a 22 de maio, em São Pedro do Sul, mas teve que ser adiada devido às previsões meteorológicas”.

Através “do CCD (Centro de Cultura e Desporto) de Chaves, o TEF cedeu-nos este espaço (Jardim Público) e esta logística toda que foi maravilhosa para este tipo de atividade”.

Acima de tudo, o Campeonato pretende “voltar ao passado, divulgar e retomar tradições, tentando envolver o maior número de jovens e crianças possível. Queremos tirá-las um pouco dos telemóveis. São jogos tão simples e tão fáceis de fazer, mas que criam uma animação muito bonita”, frisou.

“Felizmente, quase todas as Associações presentes são constituídas por jovens, o que é muito bom. Ao mesmo tempo, no fundo, é um recomeçar após pandemia, um recomeçar da melhor maneira”.

Rufino Martins, presidente do TEF, explicou que, “enquanto CCD da Fundação INATEL, com todo o gosto, fomos coorganizadores desta terceira etapa do Campeonato Interdistrital. Estamos ligados aos jogos populares há mais de 40 anos. Hoje, correu tudo muito bem e ganhámos o prémio de melhor equipa nesta fase”.

Foi, “portanto, ouro sobre azul. Conseguimos uma vitória em “casa”. A competição também faz parte, ainda que queiramos destacar, acima de tudo, o convívio que aqui se proporcionou”.

A próxima etapa do Campeonato jogar-se-á no próximo domingo, dia 5 de junho, em São Pedro do Sul, distrito de Viseu. O périplo terminará em Estarreja (Aveiro), a 12 de junho.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.