Sábado, 18 de Setembro de 2021
@DR

Desportivo de Chaves garante médio Ricardo Guima ex-Académica

O médio Ricardo Guima, de 25 anos, é reforço do Desportivo de Chaves.

-PUB-

O médio Ricardo Guima, de 25 anos, que na temporada passada representou a Académica, é reforço do Desportivo de Chaves, anunciou hoje o emblema da II Liga portuguesa de futebol.

Os transmontanos divulgaram a contratação na sua página oficial no Facebook, acrescentando que Guima já está a trabalhar integrado no plantel.

O centrocampista, com formação no Benfica, Tabueira e UD Oliveirense, esteve na temporada passada emprestado pelos polacos do LKS Lodz à Académica, nos quais fez 32 jogos e apontou dois golos no segundo escalão.

Conta ainda com passagens pelo Sporting B e UD Oliveirense enquanto sénior.

O plantel às ordens de Vítor Campelos tem até ao momento 26 jogadores confirmados, entre eles vários reforços, tendo garantido o médio defensivo Obiora (sem clube), o lateral-esquerdo internacional moçambicano Bruno Langa (ex-Amora), o defesa-central Rúben Pereira (ex-Sanjoanense), o lateral-direito Nuno Campos (ex-Mafra), o defesa-central brasileiro Alexsandro Ribeiro (ex-Amora), o avançado Pedro Ribeiro (ex-Felgueiras), o avançado Patrick Fernandes (ex-Varzim), o médio João Mendes (ex-Estoril), o médio Paulinho (ex-Aimoré, Brasil), o lateral-esquerdo Bruno Teles (ex-Académica) e o avançado Platiny (ex-Feirense).

O Desportivo de Chaves já tinha anunciado a renovação de contrato com o médio Kevin Pina, até à temporada 2023/24, e do guarda-redes Paulo Vítor, para a próxima época.

Também com contrato e que se mantêm da época transata estão os guarda-redes Tomás Igreja, Samu e Ricardo Moura, os defesas João Correia, Luís Rocha e Calasan, os médios Nuno Coelho e João Teixeira e os avançados Juninho, Batxi, Nicolas e Wellington.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.