Sábado, 16 de Outubro de 2021
@ DR

Duas torres derrubadas no xadrez do terrorismo

Foi há vinte anos. Foi em data que o mundo jamais esqueceu e nunca esquecerá. Estávamos ainda na expectativa, aguardando o que o novo milénio nos poderia oferecer. De bom, de novo, de transformador. De súbito, a surpresa, o medo, a dor. Era o anacronismo de se sentir o luto e a morte onde era suposto haver democracia, desenvolvimento, progresso e bem-estar no primeiro ano após 2000

-PUB-

Outras forças, outras ideias, outras regiões, outros fitos causaram a tragédia de 2001, assinada pelo terrorismo, com um nome: Osama Bin Laden. Mesmo depois de morto, tempos depois, em Tripoli, no advento da inconclusiva e preocupante “Primavera Árabe”, pela retaliação dos norte-americanos que tinham sido o alvo do tenebroso ato suicida, este “milionário do terror” continua a ser lembrado em todos os cantos do mundo, assim como tudo o que continua a estar por detrás desse nome: o temor de que estejamos inseguros em qualquer sítio do mundo, no solo, no ar, no mar, apesar dos esforços que são feitos para que haja segurança em cada país, em cada região.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.