Domingo, 19 de Setembro de 2021
©DR

Eva Anjos é a cabeça-de-lista à Assembleia Municipal

Eva Anjos, candidata independente, é a aposta do PSD para presidir a Assembleia Municipal de Mondim de Basto.

-PUB-

A divulgação foi feita por Bruno Ferreira, candidato do PSD à Câmara Municipal, durante a entrega de listas aos órgãos autárquicos.

Eva Anjos tem 54 anos, casada, dois filhos, vive na Freguesia de São Cristóvão de Mondim de Basto, foi bancária durante 31 anos, e está atualmente na pré-reforma. Assume o compromisso de “estar sempre presente e disponível” para o concelho de Mondim de Basto.

A cabeça de lista do PSD tem um percurso ligado ao associativismo no concelho, com participação ativa na direção da “Tertúlia Mondinense” e no “Mondinense FC”.

A lista do PSD à Assembleia Municipal conta com 30 elementos, entre eles José Cordeiro, mais conhecido por “Chefe Cordeiro”, como segundo elemento da lista. “O reputado chefe de Cozinha demonstra, assim, o empenho e disponibilidade para contribuir com a sua experiência e conhecimentos para a melhoria da sua terra”.

Vítor Costa, professor, natural da Freguesia de Vilar de Ferreiros, e com grande experiência autárquica, é o terceiro elemento da lista.

A candidatura do PSD refere que “apresenta uma equipa competente, dedicada e preparada para o exercício de funções na Assembleia Municipal”. A lista possui representantes “de todas as freguesias do concelho, integra todas as gerações e assume o compromisso de colocar ‘Mondim Primeiro’ e defender o interesse de todos os Mondinenses”.

O PSD sublinha que foi o “único partido político a apresentar candidaturas a todos os órgãos autárquicos” no concelho de Mondim de Basto.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.