Quarta-feira, 20 de Outubro de 2021
©DR

Festas regressam às Terras de Trás-os-Montes

A Comunidade Intermunicipal (CIM) das Terras de Trás-os-Montes levantou as restrições às festas e romarias na região, mas lembra que a realização das mesmas carece de autorização das autoridades de saúde.

-PUB-

A CIM anunciou que deliberou acabar com a proibição da realização de eventos e atividades similares imposta desde 17 de maio de 2021 nos nove concelhos da área de abrangência, a saber Alfândega da Fé, Bragança, Mirandela, Macedo de Cavaleiros, Vila Flor, Vimioso, Vinhais, Mogadouro e Miranda do Douro.

As restrições foram impostas devido à pandemia covid-19 e a reversão das mesmas, como explica em comunicado, resulta da evolução da situação, nomeadamente, numa altura em que o país entra na terceira fase de desconfinamento e se encontra com os níveis de vacinação a atingirem cerca de 85% da população.

“A CIM das Terras de Trás-os-Montes entende estarem reunidas as condições para levantar as restrições impostas à realização de eventos e atividades similares no território”, refere.

A partir de agora, concretiza, “passam a estar autorizadas, as atividades em espaços e vias públicas e espaços e vias privadas equiparadas a públicas, englobando os desfiles, festas populares e manifestações folclóricas de qualquer ordem”.

Salienta, contudo, que “apesar do levantamento destas restrições, as normas em vigor devem ser respeitadas e solicitado parecer da autoridade de saúde da Unidade de Saúde Pública, da Unidade Local de Saúde (ULS)” para a realização deste tipo de atividades.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.