Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022
© RN / Arquivo VTM

Francisco Rocha é cabeça de lista do PS por Vila Real

A Comissão Política Distrital de Vila Real do PS aprovou o nome do atual deputado, Francisco Rocha, como cabeça de lista pelo círculo eleitoral nas próximas eleições legislativas, marcadas para 30 de janeiro de 2022

-PUB-

Além de Francisco Rocha, deputado na Assembleia da República, a lista às eleições legislativas é composta por Fátima Correia Pinto (Chaves), Agostinho Santa (Régua/Santa Marta de Penaguião/Mesão Frio), Susana Barroso (JS/Montalegre), Carlos Martins (Mondim de Basto), Renato Almeida (JS/Vila Pouca de Aguiar), Ana Daniela Alves (MS-ID/Vila Real), José António Coroado (Valpaços), Alexandra Magalhães (Alijó) e José Manuel Marques (Sabrosa).

Em comunicado, o PS de Vila Real referiu que a lista foi aprovada ontem à noite, “por maioria esmagadora”, e que será agora enviada aos órgãos nacionais e ao secretário-geral António Costa, para ratificação e aprovação.

“A Comissão Política considera que estas mulheres e estes homens representam a essência do Partido Socialista no distrito e que estão em ótimas condições para defender os melhores interesses das gentes deste território do interior norte, contando com o apoio de militantes, dirigentes, autarcas e esperando conquistar a confiança das populações”, pode ler-se.

Técnico Superior da Administração Pública, Francisco Rocha, de 54 anos, foi deputado na Assembleia da República nas últimas duas legislaturas e é atualmente presidente da Junta de Freguesia de Vila Real. É licenciado em Engenharia Zootécnica e Gestão e Desenvolvimento de Recursos Humanos.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.