Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021
© Arquivo VTM

GNR de Vila Real identificou dois suspeitos de fogo florestal

Crimes aconteceram em Mondim de Basto e Vila Pouca de Aguiar.

-PUB-

A GNR de Vila Real identificou dois homens pelo crime de incêndio florestal na quarta-feira, dia em que foram contabilizados 23 fogos no distrito transmontano.

Os dois homens, de 53 e 63 anos, foram identificados por incêndio florestal em duas situações distintas, nos concelhos de Mondim de Basto e de Vila Pouca de Aguiar.

De acordo com o comunicado do Comando Territorial de Vila Real, enviado às redações, o fogo em Vilar de Ferreiros, Mondim de Basto, terá tido origem “numa queima de sobrantes florestais que se descontrolou, tendo consumido cerca de um hectare de mato”.

Já na freguesia de Tresminas, no concelho de Vila Pouca de Aguiar, os elementos do Núcleo de Proteção Ambiental identificaram um indivíduo de 63 anos, suspeito da autoria do incêndio florestal que consumiu cerca de um hectare e meio de mato.

Os factos foram remetidos para os tribunais de Mondim de Basto e de Vila Pouca de Aguiar.

No espaço de uma semana, a GNR de Vila Real identificou quatro pessoas pelo crime de incêndio florestal. Três deles terão resultado de queimas que acabaram descontroladas.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.