Terça-feira, 17 de Maio de 2022

Laço Azul Humano alertou comunidade para os maus tratos na infância

A iniciativa serviu também para marcar o encerramento da campanha “Serei o que me deres…que seja amor”

No âmbito do Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, a CPCJ de Alijó, com o apoio do município, assinalou a data com a realização do Laço Azul Humano junto ao Plátano de Alijó, com a participação das crianças do pré-escolar e primeiro ciclo do Agrupamento de Escolas D. Sancho II de Alijó, bem como as crianças do pré-escolar das IPSS do concelho.

A realização do Laço Azul Humano é uma iniciativa da CNPDPCJ tendo como lema a “História do Laço Azul”, na qual uma avó, em 1989 nos Estados Unidos amarrou uma fita azul à antena do seu carro após o falecimento dos netos, vítimas de maus tratos, sensibilizando para a importância da prevenção dos maus tratos na infância.

Esta atividade decorreu na zona envolvente do Plátano de Alijó, com o intuito de chamar a atenção da comunidade local para a prevenção dos maus tratos na infância.

As crianças estiveram envolvidas em diversas atividades, nomeadamente, aula de zumba, construção de um puzzle do Laço Azul das IPSS, jogo pedagógico “Capuchinho ao Pé-Cochinho” do Centro de Saúde e uma caminhada azul pelas ruas de Alijó.

Para encerrar a campanha de prevenção do mês de abril, realizou-se o Laço Azul Humano, com a presença de crianças, professores e demais dinamizadores da atividade.

Com o contributo dos idosos das IPSS do concelho, que este ano também foram envolvidos nesta dinâmica, a atividade “ganhou ainda mais cor uma vez ter sido lançado o desafio às IPSS para a decoração de uma Peça de um Puzzle, cujo resultado foi um Laço Azul decorado com diferentes materiais reutilizáveis”.

A CPCJ de Alijó “agradece a todos os que  dinamizaram, apoiaram e se juntaram a esta causa, nomeadamente ao município, ao Agrupamento de Escolas D. Sancho II, ao Centro de Saúde, à Junta de Freguesia de Alijó, à GNR bem como a todas as IPSS do concelho”.

A “Onda Azul”, que percorreu as ruas de Alijó, pretende alertar toda a comunidade local para a importância de prevenir e proteger as crianças e jovens ao longo de todo o ano.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

Homem encontrado morto em casa

PREMIUM

Um lar a que todos chamam casa

Homem morre em colisão

Homem morre afogado em Valdanta

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.