Terça-feira, 15 de Junho de 2021
©DR

Lamego colabora com a Orden del Camino de Santiago

O município e a Orden del Camino de Santiago vão colaborar na organização de eventos de promoção turística, em particular na realização de iniciativas relacionadas com o Caminho de Santiago.

-PUB-

A formalização desta cooperação transfronteiriça foi celebrada a 28 de maio, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na presença do Presidente Ângelo Moura e do Vice-Presidente da Orden del Camino de Santiago, Alejandro Rubín Carballo.

No âmbito da assinatura deste convénio, ambas as partes comprometem-se ainda a promover ativamente todas as atividades realizadas. No final da sessão, Ângelo Moura e a Vereadora Ana Catarina Rocha foram distinguidos pela Orden com a outorga de Medalhas Comemorativas.

O Teatro Ribeiro Conceição acolheu ainda, neste dia, as primeiras Jornadas Internacionais “Caminho de Santiago – O Caminho Português” dedicadas ao Caminho Português Interior. O culto jacobeu tem aqui um território fundamental para se compreender a verdadeira dimensão internacional do fenómeno das peregrinações.

Lamego integra a Federação Portuguesa do Caminho de Santiago, um organismo que une 60 entidades que ambiciona implementar uma estratégia e sinalética comuns nestas vias de peregrinação que têm como destino a Catedral de Santiago de Compostela, na Galiza.
Escondidos entre os socalcos do Douro Vinhateiro, os troços que atravessam o concelho de Lamego do Caminho Português Interior e do Caminho de Torres oferecem neste momento condições adequadas aos peregrinos.

A existência de sinalética ao longo de 29 quilómetros do Caminho Português Interior é a principal benfeitoria que o Município de Lamego introduziu recentemente neste itinerário espiritual e cultural cada vez mais procurado.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.