Terça-feira, 21 de Maio de 2024
No menu items!

Liga e clubes lamentam incidentes no jogo em Chaves

O jogo entre Desportivo de Chaves e Estoril Praia terminou envolto em polémica, depois de o árbitro ter continuado a partida após invasão de campo por parte de alguns adeptos que tentaram agredir jogadores da equipa visitante.

-PUB-

Após o apito final, a SAD do Desportivo de Chaves e a direção do clube transmontano lamentaram e condenaram, em comunicado, os confrontos ocorridos, responsabilizando o guarda-redes Marcelo Carné pelo sucedido.

“O Desportivo de Chaves e a respetiva SAD lamentam profundamente os factos ocorridos no tempo de compensação da partida”, com os transmontanos a reforçarem que são “apologistas do espírito de fair play no desporto e na vida”.

O clube condena “veementemente tudo o que se passou, que nasceu das sucessivas provocações que Marcelo Carné, guarda-redes do Estoril Praia, fez para os nossos adeptos presentes na bancada Topo Sul” e diz estar “totalmente disponível” para colaborar com as entidades competentes.

Do lado do Estoril Praia, o presidente da SAD, Ignacio Beristain, lamentou os confrontos entre adeptos flavienses e os jogadores ‘canarinhos’, afirmando não aceitar a “vantagem” dada ao Desportivo de Chaves.

“Lamentavelmente, não estamos aqui para falar de um jogo de futebol. Lamentavelmente, fazemos esta declaração pelo que sucedeu no final do jogo, quando adeptos invadiram o relvado e agrediram os nossos jogadores, no campo”, disse aos jornalistas.

O responsável continua, explicando que “os nossos jogadores, ao defender-se da agressão, foram expulsos pelo árbitro. Todos os que estávamos aqui vimos que não havia condições para continuar o jogo, já se tinha cumprido o tempo regulamentar, havia jogadores do Estoril Praia que foram agredidos no relvado, pelo que pedimos ao árbitro para suspender o jogo, mas, como viram, decidiu-se continuar num contexto em que não estava para se jogar futebol e, quem foi agredido, sofreu o prejuízo”.

Também a Liga Portugal condenou os incidentes e exorta os adeptos “à adoção de comportamentos responsáveis, condizentes com o espetáculo que deve ser, sempre, um jogo de futebol. A Liga Portugal exorta também as autoridades competentes a serem implacáveis com quem, graças a atitudes inadmissíveis, perturbou o normal desenrolar do encontro em questão”.

De acordo com a PSP de Chaves seis adeptos foram detidos na sequência dos confrontos.

Ao que tem sido avançado, o Estoril Praia irá avançar para a impugnação do jogo em Chaves, que terminou empatado a duas bolas.

 

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

MAIS ARTIGOS

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS