Terça-feira, 25 de Junho de 2024
No menu items!

Loivos e Póvoa de Agrações arrecadou o prémio de “Melhor Marcha”

O grupo marchante da União das Freguesias de Loivos e Póvoa de Agrações conquistou os prémios de melhor figurino, melhor música e melhor cenografia. No final, ainda levou para casa o prémio de “Melhor Marcha de Chaves 2022”

-PUB-

Pela primeira vez, este sábado, Chaves foi palco de uma noite dedicada às “Marchas Populares”, iniciativa promovida pela Associação Cultural Flaviense “Grupo Musical Amizade”, com o apoio da Câmara Municipal, que teve como propósito maior a salvaguarda do património e da cultura locais.

Depois de um desfile pelas ruas da cidade, os nove grupos marchantes concentraram-se na Alameda da Galinheira, junto ao Largo de S. Roque, na Madalena, para apresentar o resultado de meses de trabalho perante largas centenas de pessoas.

A concurso estiveram as freguesias de Santa Cruz/Trindade e Sanjurge, Curalha, Madalena e Samaiões, Eiras, São Julião de Montenegro e Cela, Loivos e Póvoa de Agrações, Santo Estêvão, Vilarelho da Raia, Vila Verde da Raia e Faiões.

Cada grupo teve direito a 15 minutos de apresentação, avaliada por um júri composto por cinco elementos, responsável por atribuir pontos nas categorias de cenografia, coreografia, figurino, letra e musicalidade. Ao júri coube, ainda, eleger a marcha vencedora da 1.ª Edição das Marchas Populares de Chaves.

MELHOR MARCHA

A grande vencedora da noite foi a União das Freguesias de Loivos e Póvoa de Agrações que, a par do prémio de “Melhor Marcha de Chaves 2022”, ainda arrecadou os prémios de melhor figurino, melhor música e melhor cenografia.

Beatriz Lage destacou que foi o resultado “de um trabalho muito árduo que fizemos até aqui e que, agora, vemos reconhecido. Da música ao figurino, tudo foi composto por nós e hoje tivemos uma recompensa muito importante para a nossa freguesia. Sentimos uma enorme felicidade”, frisou.

De acordo com o “Grupo Amizade”, a adesão ao evento superou “todas as expectativas. Temos de agradecer a todas as freguesias que participaram. Desde o primeiro minuto acreditaram nesta iniciativa e decidiram participar. Depois de uma pandemia, é muito bom ver que as pessoas começam a sair de casa e a participar neste tipo de eventos”.

Depois desta “primeira edição das Marchas Populares de Chaves, vamos abrir completamente o projeto a todas as freguesias. Esperamos que, no próximo ano, ainda seja melhor, com melhores condições, porque esta gente merece”, concluiu Tiago Vidago.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS