Terça-feira, 28 de Maio de 2024
No menu items!

Manuela Vaquero distinguida em “Noite de Gala”

Pelo seu “papel relevante no ensino, na investigação e na Língua e Cultura Portuguesa”, Manuela Vaquero foi agraciada na noite de 25 de fevereiro com o Prémio de Mérito Cultural do Município de Lamego. 

-PUB-

O galardão foi entregue à homenageada durante a “Noite de Gala” que assinalou o 15º aniversário da reabertura ao público do Teatro Ribeiro Conceição (TRC).

No discurso de agradecimento no qual recordou o seu percurso de vida e enfatizou a sua ligação afetiva a esta sala de espetáculos, Manuela Vaquero afirmou que o Prémio de Mérito Cultural “não é apenas meu, considero que é de todos os que me incentivaram a trabalhar e me acompanharam ao longo de uma vida, mas tenho que o dedicar à pessoa que mais marcou a minha existência – meu Pai. Fernando Pessoa, que muito aprecio e interpreto, escreveu: “O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis”. Este é um desses momentos raros da vida de uma lamecense que foi intenso, será inesquecível e memorável”.

O presidente da Câmara de Lamego elogiou o percurso académico de Manuela Vaquero e a sua dedicação plena às causas da investigação e do ensino, em particular, através da difusão do património material e imaterial da cidade junto dos jovens, incentivando-os e motivando-os para a descoberta de um passado do qual se podem orgulhar.

Ao recordar o processo de reabilitação do Teatro Ribeiro Conceição, Francisco Lopes destacou que a ligação de Lamego e dos lamecenses a este equipamento é o eixo central na qual assenta a oferta cultural do concelho, elogiando a procura de formação de novos públicos.

O 15º aniversário da reabertura ao público do TRC foi ainda marcado pelo regresso, ao local de origem, com todo o seu esplendor, das estátuas “Aurora” e “Crepúsculo”, situadas na escadaria principal. Nos últimos meses, foi feita a recuperação minuciosa destas imagens, após terem sido danificadas na sequência de atos de vandalismo.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS