Domingo, 25 de Setembro de 2022

População volta a sair à rua contra as minas

Pelo segundo ano consecutivo, o “Acampamento em Defesa do Barroso” culminou numa ação simbólica, desta vez, pelas ruas de Boticas.

-PUB-

Em Boticas, o dia ficou marcado por uma arruada que procurou alertar para a atual escassez de água e para o consumo que a mineração irá exigir, além de reforçar a oposição das populações contra a abertura de minas no Barroso.

No centro da vila, os manifestantes “bloquearam” a porta do escritório da Savannah, com sacos de terra acompanhados de um cartaz onde se lia “enterro da mineração, não passarão”.

Para Nelson Gomes, presidente da associação “Unidos em Defesa de Covas do Barroso” , “temos de começar a pensar seriamente neste problema. Não basta falar nele, é preciso arranjar soluções, sobretudo, para a falta de água”.

Notícia desenvolvida na edição de 18 de agosto

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.