Terça-feira, 27 de Setembro de 2022

Portugal aciona mecanismo europeu e Espanha envia dois aviões

A Comissão europeia mobilizou hoje dois aviões espanhóis para combater os incêndios em Portugal, que acionou o Mecanismo Europeu de Proteção Civil, anunciou o executivo comunitário.

-PUB-

“Portugal ativou o Mecanismo Europeu de Proteção Civil para solicitar assistência de emergência para os incêndios na parte central do país”, disse a Comissão Europeia num comunicado.

“Como resposta imediata, a Comissão Europeia mobilizou esta manhã dois aviões de combate a incêndios Canadair da sua frota localizada em Espanha”, referiu.

A Comissão Europeia acrescentou que os dois aviões espanhóis vão apoiar os meios da proteção civil portuguesa envolvidos no combate aos incêndios na zona Centro.

Portugal e Espanha têm sido afetados por temperaturas elevadas que aumentaram o risco de incêndio, situação que se deverá agravar nos próximos dias.

Pelas 14:00, mais de 2.300 operacionais estavam envolvidos no combate a incêndios em Portugal, com cerca de 700 viaturas e 22 aeronaves.

Citado no comunicado, o comissário europeu para a Gestão de Crises, Janez Lenarcic, considerou que a “rápida resposta ao pedido português de assistência” demonstra a “total solidariedade” da comissão no combate aos “destrutivos incêndios” em Portugal.

O comissário esloveno agradeceu a Espanha por ter “mobilizado rapidamente dois aviões de combate a incêndios” hoje de manhã, através do mecanismo europeu RescEU.

“Os nossos pensamentos estão com os afetados, e com os bombeiros e outros socorristas no terreno. Estamos prontos a fornecer mais assistência”, acrescentou Lenarcic.

Face ao aumento do risco de incêndios florestais, o Governo português colocou o país em situação de contingência entre segunda e sexta-feira.

O aumento desse risco também levou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, a cancelarem deslocações aos Estados Unidos e a Moçambique, respetivamente.

Marcelo Rebelo de Sousa alertou hoje que o risco de incêndios se irá agravar a partir de terça-feira, com um pico que poderá durar entre três e quatro dias.

“É preciso neste momento, perante este pico, fazer tudo para que o saldo final (…) seja o mais positivo possível e não o mais negativo possível”, disse o chefe de Estado no final de uma visita à sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, em Carnaxide, em Oeiras.

“É este esforço que temos todos de fazer”, acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.

O Mecanismo Europeu de Proteção Civil envolve todos os Estados-Membros da UE e Islândia, Macedónia do Norte, Montenegro, Noruega, Sérvia e Turquia.

O sistema permite à Comissão Europeia coordenar os pedidos de assistência em situações de emergência em que as capacidades do país estejam sobrecarregadas.

Para a época de incêndios florestais deste ano, a Comissão Europeia financia a disponibilidade de uma frota de combate a incêndios para “abordar potenciais deficiências na resposta a incêndios florestais”.

“Croácia, França, Grécia, Itália, Espanha e Suécia colocam à disposição de outros Estados-Membros da UE 12 aviões de combate a incêndios e um helicóptero, em caso de emergência”, segundo a informação sobre o plano deste ano disponibilizada no ‘site’ da Comissão Europeia.

Desde a sua criação em 2001, o mecanismo já foi ativado mais de 600 vezes dentro e fora da UE.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.