Quinta-feira, 11 de Agosto de 2022
António Martinho
António Martinho
VISTO DO MARÃO Ex-Governador Civil, Ex-Deputado, Presidente da Assembleia da Freguesia de Vila Real. Colunista n'A Voz de Trás-os-Montes

Preservar, Valorizar e Promover o Alto Douro Vinhateiro (I)

Pode dizer-se com precisão que “os homens fizeram o Douro” (Barreto). Através do tempo, de séculos, ou milénios. E tornaram-no tanto mais belo quanto foram capazes de interagir com a natureza, transformando o “universo virginal, o poema geológico” em “socalcos que são passadas de homens titânicos a subir as encostas, volumes, cores e modulações que nenhum escultor, pintor ou músico podem traduzir”, como refere Torga.

-PUB-

A interpretação que os artistas fazem deste Douro, tem a melhor expressão na classificação da UNESCO, em 2001. Ela traduz o reconhecimento da realidade que é o Douro, bem sintetizada nos 24.600 ha que mereceram esse qualificativo. Efetivamente, o País Vinhateiro, como era chamado no tempo dos Paladinos, ou o Alto Douro Vinhateiro como foi designado na candidatura apresentada à UNESCO contém em si uma herança de muitos anos, construída por várias gerações. Os trabalhadores da vinha que levantaram os muros de xisto em socalcos, quais “jardins suspensos”, no dizer de Jaime Cortesão, ou aqueles que construíram os mosteiros cistercienses de S. João de Tarouca e Santa Maria de Salzedas, bem como, já antes, os

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

Mais Lidas

Acidente com moto 4 faz dois mortos

PREMIUM

Despiste em Atei faz um ferido grave

Homem detido por fogo posto

PJ faz nova detenção por fogo posto

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.