Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2022
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

Vimioso prepara-se para receber a prova “King of Portugal”

A competição de todo-o-terreno automóvel está de regresso a Vimioso entre de 5 a 8 de outubro. Esta prova volta a integrar o campeonato europeu da modalidade.

PUB

Em prova estarão pilotos de vários países, entre os quais Portugal, Espanha, Alemanha, Bélgica, Polónia, França, Itália, Inglaterra, Escócia, País de Gales, Alemanha, Holanda e Malta.

Segundo a organização, “a grande diferença do King of Portugal (KOP) para este ano é que voltou a integrar o campeonato europeu da modalidade e, por esse motivo, voltamos a contar com pilotos de várias nacionalidades”.

E José Rui Santos espera “alguns milhares” de espectadores nos dias da prova, com principal incidência no sábado e no domingo.

Nesta prova, que chegou a estar marcada para maio, vão estar 60 equipas de 11 nacionalidades integradas em quatro classes – Unlimited, Modified, Legend e Stock/UTV’s.

A prova de todo o terreno é composta por várias etapas, entre as quais se destacam o circuito da pedreira e os chamados “ovos de dinossauro”, tratando-se de uma zona da pista com grandes pedras que “impõem grande destreza por parte dos pilotos e equilíbrio das máquinas”, contando com ultra rigidez do circuito da tartaruga como novidade.

“Esta é a maior pista de trial aventura de toda a Europa. O traçado terá uma extensão total de cerca de 500 quilómetros”, explica José Rui Santos.

A organização da prova, cujo investimento ronda os 200 mil euros, é da responsabilidade do Clube NorteX4 e conta com o apoio do município de Vimioso e da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK).

PUB

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.