Terça-feira, 25 de Junho de 2024
No menu items!

Escola São Pedro é a mais afetada pela greve da função pública

No estabelecimento escolar, nove turmas ficaram sem aulas, na parte de manhã. Seis delas são do ensino básico e outras três do ensino secundário.

-PUB-

De acordo com a diretora do estabelecimento, Rita Mendes, a estratégia foi “agregar por pisos”, fazendo com que um deles esteja inoperacional, devido à falta de funcionários. No que toca aos professores, a greve “é muito reduzida”.

Tanto o Agrupamento de Escolas Morgado de Mateus, como a Escola Camilo Castelo Branco continuam a funcionar normalmente, sem professores a faltar, com apenas uma baixa de seis funcionários na última, segundo a funcionária dos serviços administrativos, Madalena Pires.

No Agrupamento de Escolas Diogo Cão também não houve praticamente adesão. Segundo Agostinha, auxiliar na escola que dá nome ao agrupamento, disse que no que toca aos seus pares, ninguém faltou e em relação aos professores também ainda não houve nenhuma indicação de falta.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS