Quinta-feira, 20 de Junho de 2024
No menu items!

Estudantes trabalham na escola para pagar as despesas

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) acolhe, este ano letivo, mais de 3.500 alunos estrangeiros. De acordo com um estudo, apresentado no início deste ano, os alunos vindos dos PALOP e de Timor Leste são os que apresentam mais dificuldades financeiras, levando a que muitos tenham de trabalhar para conseguir fazer face às despesas.

-PUB-

O IPB acolhe milhares de estudantes vindos do estrangeiro, sobretudo dos PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa), como é o caso de Jussiara, Miriam e Marcelo, oriundos de Cabo Verde e de São Tomé e Príncipe.

Estudam na Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo (EsACT), em Mirandela, onde também trabalham, para ajudar a fazer face às despesas.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS