Sexta-feira, 25 de Junho de 2021

Expo 2020 Dubai recebe louça de Bisalhães, pauliteiros de Miranda e filigrana

A louça preta de Bisalhães (Vila Real), os pauliteiros de Miranda do Douro (Bragança) e a filigrana de Gondomar (Porto) vão representar o Norte de Portugal na Expo 2020 Dubai, anunciou a Turismo do Porto e Norte.

-PUB-

A região do Porto e Norte de Portugal vai estar presente na Expo 2020 Dubai, “no maior palco mundial” e na “maior celebração após a pandemia” representada pelo “eixo dos patrimónios mundiais da humanidade”, com a louça preta de Bisalhães que é Património Cultural Imaterial da Humanidade, com os pauliteiros de Miranda e a filigrana de Gondomar, ambas candidatas a Património Unesco, anunciou Luís Pedro Martins, presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), em conferência de imprensa, no Salão Nobre do Palácio da Bolsa, no Porto.

O comissário Geral de Portugal para a Expo 2020 Dubai, Celso Guedes de Carvalho, disse, por seu turno, que a participação portuguesa na Expo Dubai, que começa dia 01 de outubro deste ano e termina em 31 de março de 2021, ia ter o lema ‘Portugal – um mundo num país’.

Aquele lema “remete para um país reinventado, multicultural, com grande diversidade, conjugando a sua história secular e uma divisão de futuro”, explicou Celso Guedes de Carvalho, sublinhando que a Expo 2020 Dubai “será certamente um palco muito relevante para Portugal” e uma oportunidade única para aproveitar as “excelentes relações bilaterais com os Emirados Árabes Unidos e o potencial que o Dubai encerra enquanto maior centro de negócios da região e um dos mais atrativos do globo”.

“Este é o terceiro maior evento do mundo, a seguir aos Jogos Olímpicos e ao Mundial de Futebol. Para Portugal este tema das exposições tem um carinho muito especial, porque nós recebemos o mundo em 1998 e, por isso, Portugal tem não só este carinho, como tem esta responsabilidade acrescida. Em todos os fóruns internacionais que tenho participado, Portugal é referenciado como o maior exemplo do que é uma organização de uma exposição e, por isso também neste contexto dos 192 países temos uma responsabilidade enorme da representação daquilo que Portugal tem”.

Celso Guedes de Carvalho recordou que os Emirados Árabes Unidos são o principal parceiro comercial de Portugal no Médio Oriente.

Para Luís Pedro Martins, a região do Porto e Norte poder estar junto a 192 países dentro de seis meses é um “excelente momento para comunicar o território português” aos mercados de curta e longa distância, principalmente numa fase de pós pandemia e em que é preciso acelerar a retoma e voltar a comunicar com os mercados estratégicos para o Porto e Norte, como são os “mercados da União Europeia”, mas também os “mercados de longa distância”.

Luís Pedro Martins referiu ainda que levar a região do Porto e Norte de Portugal ao “palco da Expo Dubai” é estar presente no Médio Oriente, a “região turística que é apontada como a que irá ter maior crescimento até 2030”.

A TPNP vai estar junto de um mercado de “alto rendimento”, com “alto poder de compra”, que aumenta a “estada média na região” que ainda é “muito curta, e que pode ajudar a resolver o “problema da sazonalidade”.

Os pauliteiros e gaiteiros de Miranda do Douro, cuja candidatura a Património Imaterial da Humanidade da Unesco está em marcha, remonta ao século III e, inicialmente, era uma espécie de preparação para a guerra. Hoje é um manifesto de celebração das colheitas e do Solstício de verão e uma dança de paz, explicou Luís Pedro Martins.

A filigrana, um trabalho ornamental feito de fios muito finos e pequeninas bolas de metal, soldadas de forma a compor um desenho e considerado uma arte tradicional portuguesa, também vai estar representada na Expo Dubai, através do município de Gondomar, que submeteu a candidatura da filigrana daquele concelho ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial.

“Sessenta por cento da ourivesaria feita em Portugal vem de Gondomar”, disse Marco Martins, presidente da Câmara de Gondomar, presente na cerimónia.

A louça preta da aldeia de Bisalhães é Património Cultural Imaterial da Humanidade desde 2016 e faz parte da lista do Património Cultural Imaterial que necessita de salvaguarda urgente da Unesco. Este barro preto especial vai também marcar presença no próximo dia 01 de outubro na Expo 2020 Dubai.

O pavilhão de Portugal no Dubai vai ficar localizado em frente ao Jubilee Park, o maior recinto para espetáculos da Expo 2020, ficando situado entre as zonas temáticas dedicadas aos subtemas Mobilidade e Sustentabilidade.

O Bureau Internacional das Exposições (BIE), organismo internacional responsável pelas exposições mundiais, decidiu em maio de 2020 adiar a Expo de 2020 para 2021, mas mantendo o nome Expo 2020 Dubai.

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.