Terça-feira, 21 de Maio de 2024
No menu items!

Feira Medieval está de regresso a Torre de Moncorvo

A edição de 2024 da Feira Medieval de Torre de Moncorvo decorre dias 12, 13 e 14 de abril, no centro histórico da vila.

-PUB-

O Foral Dionisino d’El Rei Povoador é o tema escolhido para a XI edição da Feira Medieval de Torre de Moncorvo, sendo que se mantém como figura de destaque El Rei D. Dinis, aliado ao documento régio que cria o concelho da Torre de Mem Corvo: a carta de foral.

Em comunicado, a autarquia explica que esta edição inicia no dia em que se assinala a comemoração dos 739 anos da atribuição da carta de foral de D. Dinis a Torre de Mem Corvo, precisamente a 12 de abril de 1285.

A Feira Medieval conta com 10 espaços de animação, com a participação de 792 alunos de 15 escolas de Portugal e Espanha e a presença de 102 artesãos, mercadores, místicos e tabernas no mercado medieval.

Na programação, a autarquia destaca o cortejo do Rei D. Dinis e sua corte a Torre de Mem Corvo, a leitura da Carta de Feira, treino de cavaleiros, torneio de futebol medieval, demonstração de cavalaria medieval, carta de caminheiros, torneio d’armas a cavalo, pracear das aves batizado medieval, cerimónia de investidura dos escudeiros Pedro Mendes e Gonçalo Godinho como cavaleiros do Templo e cortejo de despedia de El Rei D. Dinis da Torre de Mem Corvo.

À noite, haverá espetáculos de Vídeo Mapping – Torre de Mem Corvo: das origens ao reinado de D. Dinis, a concessão de Carta de Foral aos Moradores de Torre de Mem Corvo, o espetáculo de Cetraria – Fénix Renascida, o Funeral do Leproso Pero Gafo e a Audiência e Penas do Foral d’El Rei D. Dinis.

Nesta edição, destaque ainda para a interpretação do papel de D. Dinis e D. Isabel pelo ator Pedro Laginha e a atriz Cláudia Manuel Silva, nos dias 13 e 14 de abril e pelos alunos Marco Romo e Sofia Abrunhosa, do Agrupamento de Escolas de Torre de Moncorvo, no dia 12 de abril.

A Feira Medieval de Torre de Moncorvo “distingue-se das demais existentes em Portugal, devido à grande envolvência dos comerciantes e população local, que se vestem a rigor e participam ativamente na iniciativa. Uma outra particularidade é a de ser sempre dedicada ao Rei D. Dinis e de ter sempre como ponto de partida o ferro de Moncorvo”, frisa a autarquia em comunicado.

Numa viagem histórica à terra do ferro, durante a idade média, será possível fazer compras num mercado medieval, participar em repastos nas tabernas, passear pelas ferrarias e mercado do ferro, assistir a várias recriações históricas e temáticas alusivas ao Foral Dionisino da Torre de Mem Corvo.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS