Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021
© DR

Mais 2.398 novos casos, 12 mortes e nova subida nos internamentos

Portugal regista mais de dois mil novos casos de infeção com o novo coronavírus pelo segundo dia consecutivo. A realização gratuita de testes rápidos de antigénio entra em vigor já amanhã

-PUB-

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista hoje 2.398 novos casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, doze mortes e um aumento dos internamentos em enfermaria. Estão agora internadas 523 pessoas, mais nove do que na quarta-feira, das quais 72 em unidades de cuidados intensivos, menos três do que nas últimas 24 horas.

As doze mortes registaram-se no Algarve (quatro), no Centro (três), em Lisboa e Vale do Tejo (três) e no Norte (duas).

A realização gratuita de testes rápidos de antigénio à covid-19 em farmácias e laboratórios abrange toda a população e entra em vigor já amanhã. A medida estende-se até 31 de dezembro, segundo o Governo.

O regime excecional e temporário de comparticipação de testes rápidos de antigénio (TRAg) de uso profissional aprovado em junho, que cessou em outubro, tendo em conta que Portugal estava próximo de atingir os 85% da população totalmente vacinada contra a covid-19, não se aplicava aos utentes com o certificado de vacinação ou com certificado de recuperação, nem aos menores de 12 anos

A portaria hoje publicada em Diário da República, que prorroga este regime, abrange toda a população, refere o Ministério da Saúde em comunicado. “A comparticipação de testes, mesmo num cenário onde mais de 86% da população já está completamente vacinada, pretende facilitar o acesso dos cidadãos nas situações em que os testes estão indicados”, de acordo com a norma 019/2020 da Direção-Geral da Saúde relativa à estratégia nacional de testes para SARS-CoV-2, adianta.

O Ministério da saúde explica que a reativação deste regime excecional e temporário “visa contribuir para a deteção e isolamento precoce de casos, prevenir e mitigar o impacto da infeção por SARS-CoV-2 nos serviços de saúde e nas populações vulneráveis, assim como reduzir e controlar a transmissão da infeção por SARS-CoV-2 e monitorizar a evolução epidemiológica da covid-19″.

Os testes gratuitos ficam limitados a quatro por mês e por utente, sendo que os testes apenas podem ter lugar nas farmácias e laboratórios devidamente autorizados pela Entidade Reguladora de Saúde como já acontecia antes. A lista de entidades aderentes será publicada no portal do SNS e no ‘site’ da autoridade nacional do medicamento (Infarmed).

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.