Sexta-feira, 12 de Abril de 2024
No menu items!

“Mil Diabos à Solta” encerram Festas de Inverno no Nordeste Transmontano

A procissão dos “Mil Diabos à Solta” encerra no sábado, em Vinhais, as Festas de Inverno do Nordeste Transmontano com a inauguração de um espaço sobre as tradicionais mascaradas.

-PUB-

Vinhais é o concelho onde começam, com a “Cabra e do Canhoto” de Cidões, e terminam, com os “Mil Diabos à Solta”, as festas transmontanas dos mascarados, que têm o ponto alto entre o Natal e o Carnaval e como símbolo os típicos caretos.

Os caretos dão lugar aos diabos, em Vinhais, numa tradição associada à quarta-feira de cinzas, mas que o município promove e transfere para o sábado seguinte para dar a oportunidade a mais gente de vestir o fato vermelho e participar no evento.

Os “Mil Diabos à Solta em Vinhais”, como divulgou a autarquia, começam com uma missa de imposição de cinzas, ao final da tarde, seguindo-se a procissão que atravessa a vila, com momentos teatrais.

O trajeto termina no Largo do Arrabalde, com a “Queima da Morte – Revelação do Rosto da Morte” e o “Quadro de Despedida – Até para o ano”.

A festa continua no pavilhão multiúsos, com tasquinhas e espetáculos musicais.

Para a tarde de sábado está também prevista a inauguração do Centro Interpretativo da Morte e do Diabo, na zona histórica da vila de Vinhais. Neste novo espaço, “os visitantes terão acesso a toda a história das mascaradas do concelho, com uma exposição de elevada qualidade, envolvente, atrativa e inovadora”, como refere o município, em comunicado.

A manhã começa em Vinhais com o Trail dos Diabos, que corresponde à terceira etapa do Campeonato Distrital da modalidade.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.