Quarta-feira, 6 de Julho de 2022

“Ninguém quer trabalhar na restauração”

Um pouco por todo o país, os empresários da restauração queixam-se da falta de pessoal para reforçar as equipas nos meses de verão. Se, até há bem pouco tempo, os jovens eram mão de obra garantida após o término do ano letivo, agora são os primeiros a recusar trabalho. A isto junta-se o facto de ser um setor em que é preciso trabalhar ao fim de semana. A VTM foi, por isso, conhecer a realidade de alguns estabelecimentos de Chaves e Vila Real

O verão chegou e, com ele, a necessidade de reforçar equipas no setor da restauração para fazer face ao aumento de clientes, nomeadamente turistas e emigrantes. Em Chaves, a contratação de recursos humanos já teve melhores dias. Se, dantes, os jovens eram presença assídua nos estabelecimentos da cidade logo após o término das aulas, agora, são os primeiros a recusar trabalho.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.