Terça-feira, 28 de Setembro de 2021
@ Arquivo VTM

Orlando Alves formaliza recandidatura com propostas sobre o clima

O atual presidente do Município de Montalegre está na corrida às autárquicas para um terceiro mandato. Na apresentação da sua recandidatura, no passado domingo, revelou que quer combater as “causas do momento”

-PUB-

“Queremos combater as grandes causas do momento, o combate à emergência climática. Ambiente, educação e desenvolvimento económico são as nossas preocupações”, apontou Orlando Alves, de 69 anos, após a apresentação da sua recandidatura, no passado domingo, que contou com a presença do secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro.

No que toca ao ambiente, o candidato do PS explicou que as propostas estão relacionadas com “a alteração de comportamentos, individual e coletivamente, para defender o planeta da morte que tem já sobre a cabeça”.

O recandidato a Montalegre pretende, ainda, “expandir a rede concelhia de postos de carregamentos de carros elétricos para localidades e locais de apetência turística”.

Sobre o turismo, Orlando Alves destacou a vontade de dar início à musealização do troço da antiga mina da Borralha, na freguesia de Salto, para “tornar visitável e potenciar a promoção turística e económica”, a par da construção de hotéis em Montalegre e na Borralha. O socialista revelou, ainda, que pretende ampliar as zonas industriais de Montalegre e Salto.

O PS lidera a autarquia de Montalegre desde 1989. Nas eleições de 2017 conquistou cinco mandatos, contra dois da coligação PSD/CDS-PP. Além da candidatura de Orlando Alves, concorrem às eleições José Moura Rodrigues pela coligação ‘Todos por Barroso’ do PSD/CDS-PP e José Augusto Afonso pela CDU.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.