Terça-feira, 27 de Julho de 2021
©DR

Portugal e Espanha vão ter base aérea transfronteiriça para combate a incêndios

A primeira base aérea transfronteiriça entre Portugal e Espanha vai ficar em Verín, no lado espanhol, e permitir o combate aos incêndios florestais na fronteira, num investimento de nove milhões de euros, anunciou hoje a Junta da Galiza.

-PUB-

Esta base aérea localizada na fronteira com Chaves, distrito de Vila Real, terá capacidade para acolher diferentes tipos de aeronaves especializadas, sublinhou a Junta da Galiza, em comunicado.

“Esta instalação localizar-se-á em Verín [Espanha] e permitirá dar uma melhor e maior resposta ao risco de incêndio numa ampla área nos dois lados da fronteira”, referiu.

Na cerimónia de apresentação deste projeto, denominado Interlumes, que decorreu hoje em Verín, o vice-presidente da Junta da Galiza, Alfonso Ruedas, afirmou, citado na nota de imprensa, que o fogo “não conhece fronteiras”.

Para Alfonso Ruedas, os incêndios que nos últimos anos “castigaram” uma área que tem tantos espaços protegidos obrigam a “posições conjuntas”, que agora se materializam nesta base aérea.

Já o conselheiro do Meio Rural da Junta da Galiza, José González, salientou que esta base aérea transfronteiriça vai permitir o aumento da eficácia na luta contra os incêndios que se registam na fronteira entre os dois países.

“Esta instalação aumentará a resiliência do território transfronteiriço, reforçará a capacidade operativa da resposta e permitirá identificar, antecipadamente, as zonas de risco e uma ação conjunta”, frisou, citado no comunicado.

O projeto Interlumes foi aprovado a 25 de março no âmbito do programa de cooperação Interreg V-A Espanha-Portugal (POCTEP), realçou a Junta da Galiza.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) tem este projeto elencado no seu plano de atividades de 2021.

No resumo deste projeto, a ANEPC explicou que este assenta na defesa contra incêndio florestais na fronteira entre Portugal e Espanha por forma a potenciar as infraestruturas de apoio à utilização de meios aéreos.

 

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.