Sábado, 4 de Fevereiro de 2023
No menu items!
0,00 EUR

Nenhum produto no carrinho.

UCC Mateus
UCC Mateus
Profissionais da UC Mateus escrevem regularmente neste espaço.

Projeto anafilaxia nas escolas – como reconhecer e atuar

A anafilaxia é uma reação alérgica de gravidade variável, habitualmente de início súbito e potencialmente fatal, que tem vindo a aumentar nos últimos anos, particularmente entre as crianças e adolescentes.

-PUB-

A maioria das admissões hospitalares por anafilaxia são desencadeadas por alimentos, verificando-se um pico destes eventos em idade pediátrica.

Existem oito principais alimentos envolvidos, são eles o leite, ovo, peixe, marisco, frutos secos, amendoim, trigo e soja. No entanto, pode haver outros a provocar alergias.

Dado que muitas reações anafiláticas em pediatria podem ocorrer em ambiente escolar, foi criado, em 2013, e com o apoio da Sociedade Portuguesa de Alergologia Pediátrica, o Projeto Multidisciplinar de Intervenção na Comunidade “Anafilaxia – como reconhecer e atuar”, um Protocolo Inter-Hospitalar abrangendo vários Serviços de Pediatria a nível nacional, incluindo o do CHTMAD, e que visa sensibilizar a comunidade escolar para este diagnóstico.

Assim, com o objetivo de melhorar o conhecimento e a abordagem da anafilaxia nas escolas, este projeto realiza ações de esclarecimento e de sensibilização acerca da anafilaxia, bem como a realização de exercícios de simulação com “canetas de treino”, a toda a comunidade escolar onde estejam inseridas crianças com diagnóstico de alergia alimentar grave.

Desde 2013, os pediatras da Consulta de Pediatria/Alergologia do CHTMAD já realizaram formação em dezenas de escolas e creches, trabalhando em articulação com a Saúde Escolar.

Face ao aumento da incidência de anafilaxia em idade pediátrica, é essencial que todas as escolas adotem políticas de redução do risco de exposição, conheçam os cuidados a ter no caso de crianças com alergia alimentar ou com outro tipo de alergia com potencial para anafilaxia e estejam capacitadas para atuar em situações de emergência.

Daí a importância desta interação que se estabelece entre o hospital, as escolas e a Saúde Escolar.

Mais lidas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.