Sexta-feira, 17 de Setembro de 2021
© Mariana Ribeiro

Senhora da Graça continua a ser o “santuário” do ciclismo nacional

Apesar de a pandemia ter deixado marcas e não se ver tanta gente como em outras edições da Volta a Portugal, a subida até ao ponto mais alto do Monte Farinha continua a mobilizar muita gente para apoiar os ciclistas, que têm aqui um duro teste à sua resistência.

-PUB-

Mesmo assim, longe vão os tempos em que a Senhora da Graça era sinónimo de enchente, de ir dias antes da grande etapa acampar ao longo do percurso. Também já não há as noites longas sem dormir, com muito convívio entre os amantes do ciclismo, que na manhã do dia seguinte expunham as garrafas vazias na borda da estrada, quase como sinónimo de um troféu.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.