Sexta-feira, 22 de Setembro de 2023
No menu items!

ZERO diz que exportação de hidrogénio fica “cara e é ineficiente”

A associação ambientalista Zero revela que a Comissão Europeia “não deve subsidiar” a exportação de hidrogénio, considerando que este deve ter uso limitado e ser produzido junto dos locais onde é consumido, uma vez que o transporte “é caro, ineficiente e envolve riscos que não foram avaliados”.

-PUB-

O Governo candidatou quatro projetos infraestruturais para o uso de hidrogénio de origem renovável no contexto de transição energética. Se tiverem luz verde da Comissão Europeia, poderão vir a ser financiados por fundos europeus.

Para a ZERO, existe um “enorme equívoco” em quase todos os projetos apresentados. Todos partem do princípio de que o hidrogénio deve ser usado como os combustíveis fósseis, que são extraídos do subsolo e transportados a longas distâncias para os grandes centros de consumo.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.