Sábado, 13 de Agosto de 2022

Carlos Botelho

52 Artigo(s) de opinião

A Imprensa Regional

Nunca seria necessária qualquer pandemia para se aferir a importância da Imprensa Regional. Mas para aqueles que por qualquer razão poderiam ainda colocar em causa...

A Imprensa e “Covid-19”

Por vezes é no mais “irreal” dos cenários que nos damos conta da necessidade da existência de algo que nos dê uma posição real e...

Espécismo e Ecologia

Participei este fim de semana num estudo sobre espécismo e ecologia. Para muitos, o primeiro termo poderá ser algo desconhecido, mas para que todos o possam entender vou aqui reproduzir o que a Wikipédia diz a respeito deste termo – Espécismo – Espécie+ismo é o ponto de vista de que uma espécie, no caso a humana, tem todo o direito de explorar, escravizar e matar as demais espécies por elas serem inferiores. É a atribuição de valores ou direitos diferentes a seres dependendo da sua afiliação a determinada espécie. O termo foi cunhado e é usado principalmente por defensores dos direitos animais para se referir à discriminação que envolve atribuir a animais sencientes diferentes valores e direitos baseados na sua espécie, nomeadamente quanto ao direito de propriedade ou posse.

Os Mundiais de Futebol a que “assisti” via TV

Aí está o 20º Mundial de Futebol, para quem sempre gostou de futebol, como é o meu caso, é sempre um dos momentos mais altos em termos desportivos, diria mesmo que um Mundial de Futebol apenas perderá para os magníficos Jogos Olímpicos. Assim, todos os mundiais a que eu assisti ao longo da minha vida deixaram sempre recordações que não se apagam da memória.

Eleições europeias, mais do mesmo

Na hora em que escrevo esta crónica, ainda está a decorrer a votação em Portugal. Por isso nem sei quem vai ganhar, mas para o caso dá na mesma. A última informação que consegui ver foi que até às 16 horas a afluência às urnas era ligeiramente inferior à de 2009, o que significará a mesma abstenção de há cinco anos ou até ligeiramente superior. Mas o que aqui hoje quero passar aos caros leitores é pouco relevante o resultado que se vier a apurar destas eleições.

“Limpinho” dizem eles

Vamos a factos, todos nós sabemos que em 2011 o país estava em pré-bancarrota. Fruto das “loucuras” e mentiras sucessivas do “aldrabão” Sócrates. Mas se isto é um facto, não menos verdade é que o atual “des”Governo eleito em 2011, com a sua “mania das contas certinhas” e “lambe botas do poder financeiro nacional e internacional”, levou o país para um “beco” de pobreza, desemprego e acima de tudo de desesperança para as próximas décadas. Agora numa das suas habituais “trampolinices” para as quais já ninguém tem paciência para ouvir e sobretudo acreditar, com exceção “dos otários e dos da clubite partidária” vem agora dizer que o nosso país vai ter uma saída limpa.

Crimeia – A “culpa de Khrushchov” e a burrice americana

Caros leitores, na hora em que estou a escrever, está a decorrer um referendo na Peninsula da Crimeia. O resultado faz lembrar alguns jogos de futebol em Portugal, em que tudo é decidido ainda antes do jogo principiar pópriamente dito, mas isso é tema para outra crónica.

As fortunas portuguesas

Caros leitores, ainda há dias, saiu um “ranking” das maiores fortunas portuguesas elaborada pela revista Exame. De uma forma resumida, a publicação afirma que as vinte e cinco maiores fortunas em Portugal valorizaram 16 por cento no ano de 2013. Nada de novidade, quando todos sabemos, ou pelo menos quem ainda não sabia está na hora de aprender, porque estes tempos não estão para “inocentes” nem para “crédulos”, que é precisamente nos tempos de crise que esta “parasitária” social mais enriquece.

40 Anos de Ensino Superior em Vila Real

Por coincidência, ou não, comemoram-se exatamente quarenta anos da revolução de Abril e ao mesmo tempo da instauração do ensino superior em Vila Real. Tenho para mim, que a verdadeira “revolução” para a nossa cidade se terá dado mais com a instauração desta instituição de ensino, do que com o resto. Vila Real, fruto da sua interioridade, foi sempre uma cidade de pendor conservador, ainda hoje se vislumbra muito desse conservadorismo, por aqui as coisas demoram imenso tempo para mudar.

Cortes de salários e pensões A demonstração da incapacidade

Considero-me um ser racional e pensante, como tal tudo o que existe é fruto de evolução. A história da própria humanidade tem sido feita basicamente por progresso e não por regressão, salvo obviamente casos esporádicos em que efetivamente existiram momentos de regressão a vários níveis, mas em épocas e conjunturas muito específicas.

O crime continua

A Voz de Trás-os-Montes publicou ainda há poucos dias a situação da estação de Abambres, na extinta linha do Corgo, mas, infelizmente, este não é o único caso. Percorrendo o país de lés a lés, existem dezenas e dezenas de estações e apeadeiros de antigas linhas históricas completamente abandonadas por tudo e por todos. É o fruto de políticas meramente economicistas que tiveram o seu auge entre os governos de Cavaco Silva e José Sócrates. Muito sinceramente chamo a este descaso um autêntico crime contra o património e a história dos caminhos-de--ferro em Portugal.

75º Aniversário da “Guerra dos Mundos” de Orson Welles

No dia 30 de outubro passaram precisamente 75 anos de um acontecimento que ainda hoje é alvo de diversos estudos por parte de especialistas do estudo humano.