Domingo, 19 de Setembro de 2021
@ MMF

Candidata do Bloco de Esquerda pretende melhorar a mobilidade urbana e considera que “a saúde se encontra esquecida”

A candidata à Câmara Municipal de Peso da Régua garantiu, no comício de verão, realizado hoje, que a educação é uma das suas prioridades, afirmando que “a cultura educa e forma cidadãos com um pensamento crítico”

-PUB-

A candidata pelo Bloco de Esquerda às autárquicas, Enara Teixeira,  iniciou o seu discurso afirmando que “os cidadãos são a chave para o sucesso de qualquer projeto político”.

Considerou a temática do ambiente como uma das suas preocupações, pretendendo promover a sustentabilidade do ecossistema através da “preservação da vegetação ribeirinha, a diminuição do uso indiscriminado dos recursos hídricos e o melhoramento do funcionamento da ETAR”.

Considera que “a saúde mostra-se esquecida devido a uma fragilidade nos Centros de Saúde e nos Cuidados Continuados”. Como resolução, pretende proceder à contratação efetiva de mais profissionais de saúde.

Critica a falta de mobilidade urbana, na promessa de melhorar a rede de transportes urbanos, tornando-os gratuitos, promovendo a democratização dos mesmos.

Quanto à fixação de população, indica que o Bloco de Esquerda tem as “alternativas certas para reverter esta tendência”.

Vasco Valente Lopes, candidato à Assembleia Municipal, considerou a perda de população da cidade, afirmando que “é motivo de mudança”.

Critica o encerramento do Hospital Dom Luiz I, reflete sobre as alterações climáticas e a forma como estas têm vindo a alterar o contexto das vindimas e considera que a cultura deveria ser feita de forma a “incentivar a comunidade a criar (…), promovendo músicos, realizadores de cinema, encenadores de teatro e outros artistas locais”.

Considera, por fim, que a Câmara Municipal do Peso da Régua “deve ser um veículo de agregação, incentivo e promoção de cultura da comunidade, para a comunidade”.

No Comício de Verão do Bloco de Esquerda estiveram ainda presentes a Coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, e a Eurodeputada, Marisa Matias.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO.
APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

ÚLTIMAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.