Sábado, 25 de Maio de 2024
No menu items!

Enfermeiros em greve na sexta-feira

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (Sindepor) anunciou hoje uma greve para sexta-feira, Dia Internacional do Enfermeiro.

-PUB-

O presidente do Sindepor, Carlos Ramalho, citado em comunicado, afirma que “a greve abrange os Açores e Madeira, apenas para dar oportunidade a estes colegas de se solidarizarem com os enfermeiros do continente”, realçando a “abertura negocial” que tem havido nos dois arquipélagos, que “já trouxe resultados concretos” para os enfermeiros que lá trabalham.

Sobre os motivos da paralisação, Carlos Ramalho indica que, “infelizmente, o atual Governo” não lhes dá alternativas. “Tivemos mesmo de avançar para a greve, num dia que deveria ser de celebração de uma classe profissional essencial à vida dos cidadãos”.

O dirigente recorda as várias tentativas que o sindicato fez recentemente para retomar negociações com o Ministério da Saúde.

“Do outro lado é o completo autismo, o que acaba por não surpreender assim tanto, num Governo com muitas dificuldades em resolver os seus próprios problemas. Desta forma não podem restar energias e capacidades para resolver os muitos problemas que afetam os enfermeiros e a enfermagem”, lamenta.

Entre as reivindicações que levaram o Sindepor a marcar esta greve, destaque para a contratação imediata de enfermeiros com vínculos estáveis de forma a respeitar as dotações seguras e conferindo autonomia às instituições para o fazerem; abertura de concursos para as várias categorias de enfermeiro e conclusão dos que estão em curso, bem como a aplicação correta do Decreto Lei 80-B/2022 com pagamento de retroativos a 2018.

Acresce a abertura de negociações para a definição e aprovação de uma nova carreira de enfermagem que valorize a profissão, corrija desigualdades, injustiças e discriminações, compense o risco, desgaste rápido e penosidade da profissão, preveja condições específicas de acesso à reforma sem penalizações, a revisão da tabela salarial e dos tempos de progressão e a reforma do atual sistema de avaliação (SIADAP) por forma a adaptar-se às características específicas da profissão.

Hoje, o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) também anunciou uma greve para o Dia Internacional do Enfermeiro acompanhada de uma concentração em frente ao Ministério da Saúde para exigir melhores condições de trabalho e a contratação de mais profissionais.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS