Terça-feira, 16 de Agosto de 2022

Exposição “Crescer com raízes” patente no Seminário

Já abriu ao público a exposição “Crescer com Raízes”, comemorativa do centenário da diocese de Vila Real, que está patente na entrada do edifício do Seminário de Vila Real.

-PUB-

A conceção foi do pintor Avelino Leite e o grafismo do designer Paulo Araújo, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Real e do Arquivo Diocesano.

A coordenação, a cargo da Comissão do Centenário, entregou a organização a Manuel Silva Gonçalves, a quem coube a apresentação e a orientação da visita às entidades convidadas para a inauguração.

O anfitrião começou por reconhecer a insistência, a vontade de comunicar e abrir novos horizontes do bispo de Vila Real, D. António Azevedo, para que a exposição tivesse acontecido, cuja postura “foi determinante para a mobilização de todos nós que passámos a trabalhar com entusiasmo no sentido de realizar um produto final digno das nossas raízes”.

A presente exposição não é a história da diocese, mas um valioso contributo para ela, mostrando “o quando, o como e onde nascemos, os nossos espaços de vida, de culto, a nossa memória”, sublinhou, adiantando que, através dela, o visitante “pode conhecer melhor as origens, divulgar e valorizar o passado, a memória desta diocese”.

É constituída por dois núcleos temáticos: o primeiro ocupa todo o hall de entrada do Seminário e faz a memória da criação da diocese, bem como das estruturas fundamentais como a Sé e o Seminário, com documentos, imagens e fotografias. Dá a conhecer melhor os seis bispos diocesanos e mostra a organização eclesiástica.

Alem da Sé e do Seminário, pode-se ainda observar outros edifícios nascidos nestes 100 anos, com destaque para o Paço Episcopal e a Casa do Clero.

O segundo núcleo expositivo inicia na escadaria e termina no salão nobre do Seminário, já no primeiro piso do edifício. Constitui uma pequena mostra de arte sacra, património da residência episcopal (paramentos, imagens, báculos e anéis dos bispos da diocese).
Está aberta ao público no edifício do Seminário, diariamente, de terça-feira a domingo, das 9h30 às 12h30 e das 15h00 às 19h00.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.