Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2024
No menu items!

Grupo Vila Galé vai investir 14 milhões de euros em hotel em Miranda do Douro

A presidente da Câmara de Miranda do Douro anunciou que o grupo Vila Galé vai investir 14 milhões de euros na construção de uma unidade hoteleira na cidade, prevendo criar 38 postos de trabalho.

-PUB-

“O projeto passa pela construção, instalação e exploração de uma unidade hoteleira, com equivalência a quatro estrelas, por parte do grupo Vila Galé. Estamos a acompanhar este projeto que ronda os 14 milhões de euros e a criação prevista de 38 postos de trabalho”, disse à Lusa Helena Barril.

De acordo com a autarca do distrito de Bragança, esta unidade hoteleira terá 60 quartos e uma área de construção de 4.500 metros quadrados.

“Trata-se de um investimento estruturante para o concelho de Miranda do Douro que vai dinamizar a economia local. O futuro empreendimento hoteleiro não vai criar mossa com os empresários do ramo que se encontram já a operar neste território. Vamos ter um seguimento de oferta que até aqui não existia”, vincou Helena Barril.

Este futuro empreendimento hoteleiro, na opinião da autarca, poderá atrair um público de segmento médio/alto à cidade e concelho de Miranda do Douro.

Helena Barril acrescentou ainda que a montagem do estaleiro para a construção do hotel terá o seu arranque no final deste ano, havendo um prazo de cerca de dois anos e meio para a conclusão do equipamento turístico.

De acordo com a autarquia de Miranda do Douro, o empreendimento turístico fará parte da gama “Collection” dos hotéis do grupo e será designado por Hotel Vila Galé Mirandum.

O município de Miranda do Douro cedeu, após concurso público dos direitos de superfície e pelo prazo de 60 anos, um terreno com uma área aproximada de 41 mil metros quadrados localizado nas imediações da barragem, em pleno Douro Internacional.

“Houve outras consultas por parte de vários interessados a esta iniciativa de cedência dos direitos de superfície, mas o vencedor foi o grupo hoteleiro Vila Galé”, disse a autarca mirandesa.

Contactado pela Lusa, o grupo Vila Galé confirma que participou num concurso que ainda decorre dentro dos prazos legais.

“Oportunamente, caso a proposta venha a ser aceite, serão comunicados mais detalhes”, indicou fonte do grupo.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.