Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022
©DR

“Laços e Sonhos p’ra Vida” ofereceu presentes a doentes do Centro Oncológico

A Associação levou um pouco de ânimo, através da oferta de meias antiderrapantes, aos utentes do CHTMAD

-PUB-

Numa época de partilha e espírito solidariedade, a Associação Laços e Sonhos p´ra Vida presenteou os doentes do Centro Oncológico do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro com 38 pares de meias antiderrapantes.

“Por norma, oferecemos sempre uma lembrança, uma vez que fazemos voluntariado no IPO o ano inteiro”, disse Antero Simões, presidente da associação, acrescentando que, apesar da pandemia “cria-se sempre um elo de ligação com os doentes”.

A escolha do presente foi feita em consonância com o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro de forma a perceber quais as necessidades materiais mais prementes. Nesse sentido,  a escolha recaiu sobre as meias antiderrapantes, uma vez que “permitem aos utentes sair mesmo que não tenham chinelos e evitem que os mesmos caiam”, referiu Antero Simões.

Quanto aos objetivos da associação, o responsável referiu que são essencialmente “o apoio aos doentes oncológicos com a parte do voluntariado e também aos familiares”, revelando que  “com esta situação da pandemia acabamos por não fazer grande coisa, tentamos ajudar do outro lado, ou seja, a nível de donativos”.

Com o ano a terminar, Antero Simões sustenta que em 2022 “ainda nada está decidido devido à pandemia, o voluntariado encontra-se parado. A partir de janeiro tentaremos trabalhar naquilo que nos for possível”.

Recorde-se que a Associação Laços e Sonhos p´ra Vida está aberta a qualquer tipo de situações e trabalha com base em apoios de toda a comunidade. No caso dos pedidos de ajuda, as pessoas devem dirigir-se à associação e “mediante as necessidades, vamos tentando fazer o que está ao nosso alcance para ajudarmos a resolver as solicitações que nos chegam”, concluiu Antero Simões.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.