Quarta-feira, 24 de Abril de 2024
No menu items!

Marcha lenta pela sobrevivência da agricultura

Centenas de agricultores manifestaram-se em Vila Real contra as políticas nacionais e europeias para o setor. Bloquearam várias artérias da cidade, deixaram críticas ao governo e exigiram respeito pela agricultura

-PUB-

Por volta das 10h30, os agricultores começaram a juntar-se na zona do cemitério de Santa Iria, de onde saíram, em marcha lenta, rumo à câmara municipal. A pé, de carrinha ou de trator, foram centenas os agricultores que quiseram mostrar o seu descontentamento, face às políticas nacionais e europeias para o setor, munidos de cartazes onde se liam frases como “Governo sem coração promove a desertificação”, “Deixem os meus filhos serem agricultores” ou “Sem a agricultura e pecuária não há futuro”.

Ainda antes da marcha, Daniel Serralheiro, da Federação Nacional dos Baldios (BALADI), admitiu que “estamos na rua para exigir preços justos à produção”, revelando que “a cada ano que passa, diminui a área de baldios disponível para o pastoreio, o que leva a que muitos agricultores abandonem o interior”.

Artigo exclusivo PREMIUM

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é PREMIUM,
Aceda à sua conta em

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.