Quinta-feira, 30 de Maio de 2024
No menu items!

“Os jogadores devem ter máxima liberdade, máxima responsabilidade”

Tiago Pinto, treinador do Abambres SC, foi o convidado do programa “Bola ao Centro”, onde falou do seu percurso e do clube onde se sente em casa.

-PUB-

Começou no Abambres, teve passagens pelo FC Porto e pelo Leixões, mas uma lesão fê-lo regressar ao clube da terra. “O convite para jogar no FC Porto surgiu aos 14 anos após um jogo do nacional. No final do jogo, o treinador Vítor Pereira veio falar comigo e pediu-me o número de telefone. Logo na segunda-feira, ligaram-me e pouco tempo depois já estava no FC Porto. No início não foi fácil a adaptação, mas com o tempo acabei por me adaptar bem”.

Teve uma lesão no pé quando estava no Leixões e veio recuperar para Vila Real. “Tive uma rutura de ligamentos no pé, tive de pagar os tratamentos à minha custa. Mas não fiquei com mágoa de ninguém”.

Como jogador, Tiago Pinto era veloz e fazia muitos golos. “Era um jogador muito rápido e tinha apetência para marcar golos. Por vezes, a bola batia em mim e ia lá para dentro”, diz entre sorrisos.

Ao longo da sua carreira, Tiago revela que Rui Gomes foi o treinador que mais o marcou. “Está na Arábia Saudita, com o Pedro Emanuel e é uma pessoa excecional”.

Na época 2021/22, a direção do Abambres pediu-lhe para assumir o comando da equipa sénior. “Na altura disse que não ficava, porque tinham saído vários jogadores e ficou uma equipa muito nova. Eu disse-lhe que precisavam mais de mim dentro de campo do que fora. Não se arranjou ninguém até ao Natal e acabei por assumir, porque também senti na obrigação de ficar à frente da equipa, até porque muitos jogadores tinham ido para lá por eu os ter chamado. Foi nessa época em que joguei mais enquanto era também treinador”.

Agora, apenas como treinador revela que não obriga ninguém a treinar. “Fui ensinado máxima liberdade, máxima responsabilidade. Eu até podia não treinar bem durante a semana, mas ao domingo dava tudo em campo, ninguém me podia apontar nada. E se os meus jogadores fizerem isso, muito bem, senão, terei de os chamar à atenção”.

Sobre esta temporada, Tiago Pinto admite que a ideia inicial era passar para a Liga de Ouro, no entanto, as lesões que afetaram jogadores importantes acabou por não ajudar.

“Temos muitos jogadores, mas não têm as caraterísticas dos que estavam lesionados. Foram seis jogadores lesionados, que não foi possível substituir com a mesma qualidade. E isso nota-se sempre no rendimento da equipa, já que há jogadores bons e há aqueles que sabem jogar”.

Até ao final da época, o treinador promete “tentar ganhar todos os jogos”, com a ajuda da sua equipa técnica, mas “nem sempre isso é possível”.

Admirador do técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, pelo seu estilo de jogo, Tiago quer continuar a ajudar o Abambres SC. “Já conquistei um troféu no futebol de praia, mas gostava de ganhar mais pela equipa sénior”.

VEJA O VÍDEO DO PROGRAMA:

BOLA AO CENTRO – TIAGO PINTO

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

MAIS ARTIGOS

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS