Quarta-feira, 24 de Abril de 2024
No menu items!

Descoberta pedra-relicário “rara” em Portugal

Foi encontrada uma pedra-relicário na igreja matriz de Longa, concelho de Tabuaço, que deverá ser do século XII, uma “descoberta rara” em Portugal.

-PUB-

A informação foi avançada pela câmara municipal, que explica que a estranha pedra de altar foi encontrada durante as obras de requalificação na igreja de S. Plágio de Longa.

O município está ainda a elaborar a Carta Arqueológica do concelho, explicando o arqueólogo responsável por este trabalho que se trata de “uma descoberta rara” em Portugal, uma vez que “não há informação de igrejas que tenham uma pedra-relicário”, com exceção de uma em Alcabideche, concelho de Cascais. “Estamos a estudar a pedra, descobrimo-la há pouco mais de uma semana, mas do que já foi possível analisar, é uma pedra-relicário, ou seja, uma pedra de altar, que deverá ser do século XII ou XIII”, apontou José Carlos Santos.

“À luz do dia está agora uma pedra-relicário, em que outrora se encerravam relíquias de santos”, pertencente ao que pode ser “um primitivo altar romano”, sublinha a autarquia. “Um achado impressionante a acrescentar ao extenso património da freguesia”.

No entanto, o arqueólogo diz que o achado é recente e que é necessário analisá-la e estudá-la, não tendo qualquer inscrição gravada que possa indicar que é romana.

Trata-se de uma coluna, com as quatro faces côncavas, no topo da qual está esculpido o compartimento denominado de ‘túmulo’ ou ‘sepulcro’, em que se guardavam relíquias de santos, dentro duma caixa-relicário de madeira. Sobre a pedra era depois colocada uma pedra de altar.

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.